salg Cartier klokker

Associados

Son père, Fred Trump était un courtier true religion jeans outlet immobilier self-made qui possédait deux limousines avec chauffeur. La mère de Trump, Mary, était un immigrant écossais dont le père avait été un pêcheur. Il était une maison stricte où assermentation a été interdit. En dépit de leur richesse,canada goose sverige tous les enfants Trump ont été obligés de faire leur propre argent à travers des séries de papier et des emplois d'été.Shop Nike Serie - The Lastest Shoes Online Sale Donald était un enfant rebelle - à l'école primaire, il a frappé un enseignant "parce que je ne pense pas qu'il ne savait rien à propos de la musique."

SALA DE IMPRENSA

Notícias

Cooperação é chave para competitividade

Roberto de Souza Pinto*

Ao criar laços de cooperação mútua que possibilitaram, por exemplo, o compartilhamento de maquinários, laboratórios, financiamentos e logística, os empresários identificaram benefícios para o crescimento do seu negócio. Como consequências positivas disso, podem ser citadas a consolidação de novos negócios e o aumento de produtividade. Esse modelo de gestão é usado nos clusters, os aglomerados geográficos de empresas que atuam no mesmo setor ou atividade e, embora sejam concorrentes, também colaboram entre si, e é primordial para organizações que querem se fortalecer, tornarem-se ainda mais competitivas e alcançarem resultados financeiros surpreendentes. Entretanto, é preciso entender que essa sinergia não envolve apenas empresas do mesmo segmento, mas também outros pilares tão importantes quanto como o apoio de instituições de ensino e de ações governamentais. Arranjos Produtivos Locais que utilizam esse modelo de governança podem ser encontrados no Brasil e já são referência na sua área de atuação.

Como na pacata cidade de Santa Rita do Sapucaí (MG), de 40 mil habitantes, no interior de Minas Gerais, que é conhecida como Vale da Eletrônica. Hoje, o Arranjo Produtivo da cidade é o maior polo de tecnologia eletroeletrônica do País, e isso se deve a um forte empenho dos seus empresários, somado ao ambiente perfeito para o empreendedorismo.

A cidade possui hoje instituições de ensino especializadas na formação de profissionais na área tecnológica, incubadoras de empresas que potencializam a produção de inovação, além de ter o apoio governamental, por meio de financiamento de investimentos para o desenvolvimento e produção de novos produtos. Entre outros benefícios, isso proporcionou um resultado grandioso: enquanto uma empresa estrangeira que se instala no Vale gasta, em média, 36 meses para iniciar a produção, uma empresa criada na própria cidade começa a produzir em 60 dias. É um ganho altíssimo de eficiência! Para se ter uma ideia, as 153 empresas concentradas no Vale da Eletrônica esperam faturar, apenas neste ano, aproximadamente R$ 3,2 bilhões, um montante considerável para uma cidade de pequeno porte.

Isso se dá porque o cluster de Santa Rita do Sapucaí é aberto, sem muros, descentralizado, distribuído numa extensão territorial de 400 quilômetros, formando uma grande rede complementar à vida da cidade. Outros locais têm características básicas similares ao Vale, como por exemplo, o parque científico e tecnológico multissetorial Tecnopuc, localizado em Porto Alegre e em Viamão, no Rio Grande do Sul. O cluster é polo nas áreas de tecnologia da informação e comunicação, energia e meio ambiente, ciências da vida e indústria criativa e nasceu no campus da universidade católica gaúcha.

Outro exemplo é o Porto Digital de Recife, também um parque tecnológico, com 149 hectares e fundado no ano 2000. O APL é formado, em sua maioria, por aproximadamente 260 empresas de micro e pequeno portes. Hoje, o Porto Digital emprega 8,5 mil pessoas nas áreas de tecnologia e economia criativa. Ambos exemplos refletem potencial produtivo, eficiência e rentabilidade, mas estão atrelados a um espaço físico que pode limitar a força que a indústria tem.

Observa-se, ainda, que o Brasil detém modelos exemplares de clusters comparáveis a arranjos produtivos internacionais. Em muitos dos casos, isso se deu por conta do forte investimento destinado à educação, profissionalização de mão de obra especializada e apoio dos entes governamentais e órgãos de fomento. A junção desses fatores propiciou um ambiente ideal para o amadurecimento da cadeia produtiva. Contudo, entre os exemplos citados, Santa Rita do Sapucaí se destaca por ter conseguido alcançar um patamar produtivo e faturamento relevantes, mantendo sua cultura regional e interiorana, a força cooperativista e, mais do que isso, conquistando mercados antes dominados por grandes centros urbanos.

* Presidente do Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (Sindvel)

Fonte: Diário do Comércio - 30 de Setembro de 2017

 

 

Voltar ao topo Agenda, Notícias e Eventos Parceiros, Editais e Documentario