salg Cartier klokker

Associados

Son père, Fred Trump était un courtier true religion jeans outlet immobilier self-made qui possédait deux limousines avec chauffeur. La mère de Trump, Mary, était un immigrant écossais dont le père avait été un pêcheur. Il était une maison stricte où assermentation a été interdit. En dépit de leur richesse,canada goose sverige tous les enfants Trump ont été obligés de faire leur propre argent à travers des séries de papier et des emplois d'été.Shop Nike Serie - The Lastest Shoes Online Sale Donald était un enfant rebelle - à l'école primaire, il a frappé un enseignant "parce que je ne pense pas qu'il ne savait rien à propos de la musique."

SALA DE IMPRENSA

Notícias

Em boa fase, JFL prevê faturamento de R$ 200 mi

Empresa acaba de firmar parceria com a Telit, da área de IoT

Minas Gerais continua no mapa das oportunidades de investimentos, a despeito da crise econômica, à qual se somam as incertezas políticas. O mercado de segurança, por exemplo, segue em crescimento. Segundo pesquisa realizada pela Security Industry Association (SIA), o setor movimentará, até o final do ano, cerca de R$ 3,7 bilhões.
Entre os players desse mercado está a JFL Alarmes, fabricante de circuito interno de TV (CFTV), alarmes, iluminação, detector de incêndio e interfonia, que conta com duas unidades fabris: Santa Rita do Sapucaí, no Sul de Minas Gerais e Manaus (AM). Segundo o diretor comercial, Fernando Barbosa Mota, a JFL apresentou nos primeiros meses do ano crescimento inesperado nas vendas, superior a 20%, na comparação com 2016. A expectativa é faturar R$ 200 milhões no acumulado do ano.

O bom desempenho é atribuído à inovação. “A ideia de desenvolver uma solução em parceria com a britânica Telit - líder global em Internet das Coisas (IoT) -, em que os usuários possam estar cientes de tudo o que acontece em sua residência e/ou estabelecimento comercial pelo celular, resultou em mais procura pelo produto”, explica Mota. A solução (Active 20 ultra, M-300+) tem módulo embarcado desenvolvido pela Telit. Os alarmes custam, em média, R$ 350.

“Por meio da Internet das Coisas, agora é possível controlar todo o sistema de alarme pelo celular”, explica Mota. Para ele, o mercado doméstico apresenta uma necessidade muito grande de segurança e os proprietários de residências e escritórios procuram cada vez mais proteção.


Na opinião do vice-presidente da Telit para América Latina, Ricardo Simon, a parceria é uma ótima oportunidade para unir forças e trazer as melhores soluções. “Aproveitando a situação do mercado de segurança brasileiro e com o nosso módulo embarcado, a aliança foi benéfica para ambos os lados, pois além de reduzir os custos, também gera um valor ao produto, oferecendo assim uma nova experiência para os usuários”, observa.

A combinação de produtos e serviços da Telit alimenta dados diretamente em aplicativos e/ou sistemas de TI para entregar informações em tempo real para negócios em diversas áreas. A empresa oferece reduções de custos, de tempo de implementação e de riscos associados à adoção de soluções IoT, oferecendo um portfólio amplo que inclui módulos 2G, 3G, 4G; automotivo; short-range wireless e posicionamento (GPS/GNSS), além de serviços para nuvem e conectividade. 

Fonte:  Diário do Comércio - 13 de Junho de 2017

Voltar ao topo Agenda, Notícias e Eventos Parceiros, Editais e Documentario